Fique por dentro das mudanças para a prova de vida do INSS

Ação negatória de paternidade, é possível?
9 de fevereiro de 2022
É possível estabelecer uma relação saudável entre smartphone e trabalho?
9 de março de 2022

Fique por dentro das mudanças para a prova de vida do INSS

No ano de 2022, as regras para a prova de vida que aposentados e pensionistas do Instituto do Seguro Social (INSS) precisam realizar para continuar recebendo os benefícios, vão mudar. O anúncio foi feito com a publicação de uma portaria realizada pelo governo federal no dia 02 de fevereiro deste ano.

A principal mudança recorrente dessa alteração é que a prova de vida deixará de ser presencial e passará a depender mais da atuação do INSS, e não da iniciativa dos aposentados e pensionistas. Ou seja, antes essas pessoas tinham a necessidade de provar ativamente que estavam vivas. Agora, é o INSS que precisará realizar essa comprovação.

Com isso, não será mais necessário a ida até uma agência. O instituto terá acesso a uma série de dados federais, estaduais, municipais e privados. Assim, cruzará essas informações para fazer a prova.

A comprovação será feita a partir de dados como comprovante de votação, renovação de carteira de identidade, de motorista ou passaporte, registros de transferências de bens, de consultas pelo SUS ou de vacinação.

Se em dez meses posteriores o ultimo aniversario do beneficiário, houver existência de algum desses registros, já contarão como prova de vida e o processo é concluído.

Caso não haja nenhuma informação como essa nas bases de dados, será função do INSS oferecer outras formas para a realização da prova de vida. O presidente do instituto, José Carlos Oliveira, citou a possibilidade do envio de servidores públicos para coleta biométrica na casa do aposentado ou pensionista. A ideia principal da mudança é evitar que a pessoa precise sair de casa.

 A portaria com as mudanças já entra em vigor na data da publicação. Ela vale para todos que possuem data de aniversário posterior a publicação.

A pasta afirmou que o INSS terá até o dia 31 de dezembro para implementar todas as mudanças necessárias para o novo processo de prova de vida e afirma que ainda é possível, para quem desejar, fazer a realização da prova de vida de forma presencial nas agências.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *